30/03/2012

Meme #03

Olá leitores!

Hoje venho mais uma vez postar um selinho no blog, mas dessa vez é tag. Quem indicou a tag pro blog foi a linda da Diemy, muito obrigada por lembrar do meu blog amore!


1 - Séries ou Filmes?
 Eu amo dos dois.

2 - Preferes viver no mundo da fantasia ou na realidade?
Eu tenho um próprio mundo, e lá é perfeito! rsrs

3 - Imagina que podias construir a tua própria biblioteca particular. Como seria? Que livros teria? Como a decoravas?
Em meu próprio mundo eu tenho uma casa e nela tem uma sala cheia de livros. É o meu sonho ter uma biblioteca particular. Quando eu tiver minha própria casa pode ter certeza que vou ter uma biblioteca particular com todos os tipos de livros, ficção, romances, mistério, terror, suspense, TUDO!

4 - Ilustrar ou Escrever?
Com certeza escrever.

5 - O que te levou a escrever sobre livros no blogue, (ou a começar um blogue literário)?
Desde pequena gostei de ler, quando aprendi a ler não parei mais. Comecei com livros de 30 páginas e hoje pego livro de 700. Sempre que terminava um livro eu ficava falando sobre o que achei do livro para minha mãe, ela não aguentava mais ouvir eu falar de livros! rsrs Foi ai que surgiu a ideia de criar um blog literário, primeiro que eu dividiria minha experiencia com pessoas que se interessassem pelo assunto e segundo que eu deixaria o ouvido de minha mãe em paz! rsrs

6 - Qual é a tarefa doméstica que mais abominas?
Lavar a louça.

7 - Onde queres estar daqui a dez anos?
Se Deus quiser eu estarei formada e exercendo minha profissão.

8 - Qual foi o teu primeiro livro preferido?
Até então eu só lia livros infantis, desses que tem na biblioteca da escola. O primeiro livro que eu li de adolescente (assim digamos) foi Harry Potter, eu tenho o prazer de dizer que foi essa saga maravilhosa que abriu as portas para a leitura. E é ele o meu preferido.

9 - Tendo em conta o teu ritmo de leitura até hoje, quantos livros pensas ter lido daqui por 5 anos (mais ou menos)?
Parece questão de matemática! rsrs Vamos fazer a conta: leio em média 3 livros por mês. Um ano tem 12 meses com isso já tenho 36 livros lidos. Multiplicando por 5 anos 180 livros.

10 - Qual a melhor maneira de incentivar uma pessoa a ler, ou de "criar" hábitos de leitura numa pessoa que não gosta de ler?
Acho que devíamos começar por um livro que seja de um assunto do gosto dela. Mas se a pessoa realmente não gostar acho que não tem jeito.

11 - O que fazes para quebrar a rotina?
Eu simplesmente saio!

E é isso. Eu deveria indicar mais 11 blogs e seguir uma porção de regras, mas como sou uma menina má vou mudar as regas... Se você que está lendo isso quer fazer, sinta-se á vontade!

Espero que tenham gostado. Beijinhos *-*


Meme #02

Olá leitores!

E o blog recebeu mais um selinho! Não sabem como fico feliz com isso, é ótimo o blog ser lembrado!


Quem me deu esse selinho maravilhoso foi a linda da Ray Bezerra, muito obrigada meu amor, eu amei!

Eu tenho que indicar 10 blogs. Como é muito blog para pensar vou indicar alguns do meme passado. 


Espero que tenham gostado! Mais uma vez obrigada! 

Beijinhos.

----


Meme #01

Olá leitores!

O blog recebeu seu primeiro meme!


 As fofas Yasmin Cordeiro e Ili Bandeira que me deram esse selo! Sim, o blog recebeu esse selo duas vezes! Olha que máximo.

Nome: Beatriz Nathaly

Uma música: Some like you - Adele

10 coisas sobre mim:

* Adoro comer sorvete.
* Amo ficar em livrarias.
* Amo lasanha e camarão.
* Faço aniversário dia 05/05 - Aceito presentes u.u
* Adoro sapatos!
* Adoro fazer compras e ir ao cinema.
* Mc donald's é meu vício.
* Tenho amigas loucas.
* Quero fazer gastronomia.
* Sou péssima com listas.


Cores favoritas: Azul e roxo.


Um seriado: The Vampire Diaries e The Secret Circle

Frase ou palavra mais dita por você:  Respira, inspira e não pira!

O que achou do selinho: Adorei! Ele é lindo! Muito obrigada.


Blogs para os quais eu indico este selinho e que deverão seguir as regras:

- Repassar o selinho para 15 blogs e visitá-los
- Responder às perguntas

* Dezesseis não é criança
* Blueberry's Library
* Serie Trinita
* Ourteebage Dreans
* Livros e Tsurus
* Framboesa com cereja
* House of Chick
* Livro e blablablá
* Leitura com Cappuccino
* Murmúrios pessoais
* Lovely Read
* O livro dos sonhos
* Living and learning
* Leituras apaixonantes
* Gaveta abandonada

A ordem do fator não altera o produto! Sei que a maioria já deve ter o selo, mas o que vale é  intenção.

Espero que tenham gostado! Eu amei receber esse selinho, mais uma vez muito obrigada!

----


29/03/2012

Nova parceria : Autora Maribell Azevedo

Olá leitores!

Venho aqui hoje pela segunda vez apresentar mais uma autora parceira! Não sabem como eu fico feliz com tantas parcerias assim!


Sobre a autora:
Formada em Museologia pela UNIRIO (Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro), desde criança, muito sonhadora, gostava de inventar histórias, mas a timidez impedia de expor seus textos, apesar da avó incentivá-la.
Ávida leitora, um dia pesquisando novas histórias na internet, descobriu sites no qual além de desfrutar de novos contos, poderia também expor seu trabalho. Para sua surpresa, seu primeiro romance foi lido e amplamente comentado. Incentivada por seus diversos leitores, foi em busca de lançar seu primeiro livro.
Carioca, é mãe de um menino e atualmente vive na Região dos Lagos do estado do Rio de Janeiro.


Sobre o livro:

E se você fosse escolhida, para ser irmã do amor de sua vida?

Num mesmo ninho, podem nascer diferentes tipos de amor.
Irmãos por acaso, Marina e Daniel se tornam grandes amigos.
O tempo passa e à medida que eles crescem a semente do amor, enraizado em seus corações desde a infância, começa a germinar, desafiando assim as regras impostas por seus pais.
Ao tentar viver esse amor, uma inesperada e assustadora previsão, feita por uma humilde anciã, revela que o futuro será traiçoeiro e cheio de armadilhas.
Eles estarão preparados, para enfrentar todos os desafios que o destino lhes apresentar?

Daniel e Marina uma surpresa, o conflito, um segredo e a oportunidade de viver um “Amor no Ninho”.

Blog do livrohttp://amornoninhoo.blogspot.com.br


----
Seja muito bem vinda Mari!


Nova parceria : Autora Ana Luisa

Olá leitores!

Sei que faz um tempinho que não posto no blog, mas é que semana de prova tenho que me dedicar aos estudos. Hoje venho anunciar mais uma autora parceira para o blog!
Lu Piras nasceu no Rio de Janeiro, em 1980. Aos 15 anos escreveu seu primeiro romance ao que se seguiram outros dois, sem tentativa de publicação. Em 2009 começou a escrever a série Equinócio que concluiu inteira em apenas sete meses. Ela diz que foi inspirada pelos anjos.



Sobre a autora:
Me chamo Ana Luisa, mas pode me chamar de Lu. Nasci em 1980, no Rio de Janeiro e sou advogada. Desde pequena tenho adoração por livros. Adorava a feirinha de livros que havia todo o ano no colégio onde estudei em Botafogo. Ficava na fila para conseguir autógrafos de livros que ainda hoje guardo com carinho.
Literatura fantástica é a minha preferida. Especialmente aquelas destinadas ao público chick lit, romances cor de rosa! Eu a-d-o-r-o! Essa minha paixão me levou a escrever meu primeiro romance aos 15 anos. Chama-se "A Rosa" e está algures, nas profundezas de um baú no meu quarto. É sério! Escrevi com uma máquina de escrever da Olivetti, verde. O presente mais lindo que recebi e veio do meu avô.
Em 2009 decidi recomeçar. Tudo. Uma nova vida no Brasil, depois de sete anos morando em Portugal, a minha carreira, os meus sonhos. E escrever, claro, faz parte disso. Comecei a escrever a série Equinócio naquele ano e o fiz com tanto prazer, que em 7 meses os quatro livros estavam terminados. Claro, depois foi uma tortura todo o processo de revisão (corta, estica, encurta, muda blá, blá, blá!). Mas escrever... ah, quantas madrugadas acordada me sentindo a pessoa mais feliz do mundo!
E hoje estou convicta de que nunca abandonarei minha vocação de escrever livros.
Vou recomeçar. De novo e de novo e de novo...





Release:


Título: Equinócio (título provisório)
Subtítulo: a Primavera
Frase: “O amor começa no limite da luz e da sombra”
Gênero: Romance Fantástico Juvenil-adulto
Autora: Lu Piras
Número de páginas: 337 páginas
Site: http://www.wix.com/penelopejanebr/equinocio
Blog: http://www.equinocioaprimavera.blogspot.com
FB: https://www.facebook.com/pages/Equinocio-a-Primavera/210727175681661
Twitter: @LuPiras80
Skoob: www.skoob.com.br/livro/206694
E-mail: penélope.jane.br@gmail.com

O livro de estreia de Lu Piras, apresenta uma jovem que se apaixona pelo seu anjo da guarda, enviado à Terra para alertá-la sobre um grande perigo que corre a humanidade.
“(...)Para que eu alcance o inatingível e possa provar aos meus sentidos que amar o sobrenatural é natural, Nate precisa amanhecer um lado para que o outro anoiteça. Eu preciso ver o homem que se eclipsa na sombra do anjo.”(Clara)

Equinócio – a Primavera, o romance juvenil-adulto da escritora brasileira Lu Piras, de 31 anos, apresenta ao leitor uma mitologia literária original e uma trama envolvente. Com uma linguagem leve e direta, retrata temas maduros através de uma cuidadosa abordagem de assuntos filosóficos e de dilemas juvenis que fizeram da série americana Crepúsculo um fenômeno. É uma história que promete desde o seu início muitas surpresas e reviravoltas.
A cidade do Rio de Janeiro é o pano de fundo onde a estudante de medicina Clara vive sua rotina diária com a família e os amigos. O que ela não imaginava é que tudo o que acreditava estivesse prestes a mudar, com a
visita inusitada de um anjo. As forças do mal ameaçam escravizar a raça humana e, para impedir, o anjo da guarda Nath-Aniel (Nate) vem à Terra, disfarçado de humano, para alertar sua protegida Clara de que sua vida está em risco. Proibido de agir em nome dos humanos e alterar seus destinos, o anjo acaba por se envolver demasiado quando revela a Clara que o pai dela, um renomado cientista, é o responsável pela descoberta que despertou as forças do mal: a fórmula da perpetuação da vida humana (criônica). Toda a missão da legião de anjos celestiais é colocada em risco quando Nate e Clara se apaixonam.
O tema central da obra é o universo adolescente, repleto de descobertas, angústias, dúvidas e decisões. A família de Clara é um núcleo de personagens bem estruturados, na qual a protagonista representa o papel de pilar: na ausência da mãe falecida, é quem sustenta a harmonia da casa. Neste contexto, a irmã mais nova e a governanta são igualmente imprescindíveis. No entanto, Clara é uma menina frágil que romantiza sua futura profissão e acredita na fé de seu pai ainda que ele tente convencê-la de que a perdeu com a morte da esposa. Com a chegada de Nate em sua vida, ela conhece um mundo sobrenatural, aprende que velhos conceitos têm recicladas interpretações e que os sentimentos humanos não são diferentes dos sentimentos de anjos que se humanizam por amor. Clara amadurece com as novas experiências e tudo a sua volta ganha contornos de uma história encantada, em que o real e o imaginário convivem em dimensões paralelas e sob o pretexto de equilibrar o bem e o mal: a dicotomia que gera a energia do universo. Ao mesmo tempo, ao se aproximar de Clara, ora sob a veste humana, ora sob a veste celestial, Nate experimenta sentimentos que lhe são desconhecidos e que ele acreditava serem impossíveis, por isso, inquietantes, como a descoberta do amor e da sexualidade.
Uma das principais características de Equinócio é a forma doce e verossímil pela qual Clara narra suas percepções e sensações, principalmente no que toca ao anjo Nate, pois com a sutileza das palavras, ela o transforma num ser real e tangível. No decorrer do texto, por meio de diálogos carregados de humanidade, acompanhamos a transformação da menina, que amadurece diante dos olhos dos leitores. As expressões tipicamente adolescentes marcam de forma eficaz o período de vida da personagem. Ao contrário do que era previsto acontecer segundo as leis divinas, Clara e Nate interferem em seus destinos e no de muitos personagens que vão crescendo e enriquecendo a trama. Um destes personagens é Jonas, um jovem rebelde que vive às turras com o pai, um homem misterioso, dono do laboratório onde o pai de Clara trabalha.
Neste romance escrito por Lu Piras, existe um bem trabalhado encadeamento de acontecimentos que se resolvem ou que deixam aguçada a nossa curiosidade para o que virá a seguir. Para além das reflexões que permitem ao leitor tirar suas próprias conclusões, é uma leitura fácil e rápida, recheada de movimento com os muitos diálogos e que agradará em cheio aos adoradores da literatura fantástica contemporânea, em especial os romances sobrenaturais. Depois de Halo, de Alexandra Adornetto e Sussurro de Becca Fitzpatrick, o mundo dos anjos se tornou uma realidade para os leitores brasileiros, e Equinócio ― a Primavera nos mostra que o amor é capaz de vencer barreiras de tempo e espaço; que é capaz de unir o céu e a Terra.

Skoob do livro: www.skoob.com.br/livro/206694
Skoob da autora: http://www.skoob.com.br/usuario/394462-lu-piras
Facebook: https://www.facebook.com/pages/Equinocio-a-Primavera/210727175681661
Twitter: @LuPiras80
Blog:www.equinocioaprimavera.blogspot.com
Site: www.wix.com/penelopejanebr/equinocio

BookTrailer: http://youtu.be/xU2khZCrE4Q
Capítulo Degustação: https://docs.google.com/file/d/0B7LLQ0PKHXTwYzcxZGExMmItOWEyNS00N2UzLTk5ZTctMmJhZmJmYTI3MGIz/edit?pli=1
----
Seja muito bem vinda Lu!


18/03/2012

Livro Marcas indeléveis

Capa do livro


"É uma daquelas estórias inesquecíveis... Que permanecem na memória por muito, muito tempo. Os grandes temas da literatura e da vida estão compondo este magnífico romance, baseado em fatos verídicos: amor, ódio, sexo, traição, violência doméstica, culpa e redenção" “O amor, essa febre que nos invade a alma e queima o corpo e nos lança no mar; no mar, ora de rosas, ora de espinhos e lágrimas, saudades, desatino. Amor louco, alucinado, inefável: sentimento que nos acomete nos arremete ao infinito, ao mais longínquo dos mares d’alma.. O amor que não é, senão de perdição, de afagos e desvarios. Ame e o amor te levará por caminhos, veredas, canções e emoções errantes, inimagináveis, incompreensíveis aos olhos dos loucos que não conhecem a lucidez da loucura de amar...” Marcas Indeléveis é uma história baseada em fatos reais, nos mostra como o ser humano é complexo em suas atitudes e sentimentos. Esther vive uma trajetória de perdas e frustrações e parece não aprender com os próprios erros... Traumas adquiridos na infância acompanham sua vida adulta tornando-a um inferno do qual ela não conseque sair... Mas haverá uma chance? Ela finalmente será capaz de se libertar? Após várias tentativas frustradas, ela desiste do amor até encontrá-lo de maneira inesperada e nunca antes sentida.


Biografia:

Maranhense, nascida em Setembro de 1974. Muito cedo tive que aprender a lidar com perdas e decepções. Sempre fui apaixonada pelos livros e seu mundo mágico dos sonhos, contos e romances: meus preferidos.
Camilo Castelo Branco muito me influenciou em seu "Amor de Perdição".
Amo ainda a filosofia e a psicologia, embora seja leiga em tais assuntos, minha alma regozija-se quando me deparo com tais tratados.
O pensamento e a alma humana são tesouros inesgotáveis e maravilhosos.
Minha formação: Bacharel em Teologia, Especialista em Educação Especial e Psicopedagoga Clínica e Institucional.

Prefácio:

Marcas Indeléveis é uma história emocionante; Não, não é um conto de fadas, não é uma história feliz, com passarinhos cantando e uma jovem moça sorridente encantada com um príncipe cavalheiro, belo, charmoso e que a fará feliz pelo resto de sua vida. Mas ainda sim é uma história de amor.  Uma história muito complicada, porque nossa querida protagonista, Esther, é uma mulher que encarou o amor várias vezes, e nem uma delas foi fácil, na verdade o amor quase destruiu toda a alma, o coração e a mente desta mulher que se entregou de braços abertos a ele e não foi tão bem recebida assim. Esther teve uma vida difícil, sem muitos luxos e sempre com um grande problema, o amor e sua beleza que chega a ser até mesmo uma maldição cuja atrai apenas dificuldades para ela, e apesar de dificuldades duras, lhe trouxeram sabedoria. Esse é o tipo de história que nos mostra que a vida não é fácil.  E que nem todos os romances são belos, correspondidos e duram eternamente, nos ensina que a falta de amor, não importa onde seja sempre faz uma falta imensa na vida de qualquer ser humano. E que é necessário recebê-lo, não somente de homem para mulher, mas de pai para filho, de irmão para irmão, de amigos para amigos, simplesmente dar e receber amor de uma forma simples e sincera. Mostra-nos que um simples abraço que foi negado pode deixar uma marca profunda e distorcida no coração, uma marca indelével. Esse é um livro com uma história real, que pode, e na verdade foi repetida com milhares de mulheres que já enfrentaram essa dor terrível. Não há nada de mágico ou sobrenatural nela, é apenas a verdade. A verdade dura e fria de versões diferentes do amor. ''... O amor que não é, senão de perdição, de afagos e desvarios. Ame e o amor te levará por caminhos, veredas, canções e emoções errantes inimagináveis. “Incompreensíveis aos olhos dos loucos que não conhecem a lucidez da loucura de amar...” Adorei de coração esse livro, repleto de emoção e estou feliz por ter tido a chance de ler a obra de uma parceira aqui do blog, Ahtange, que tem um talento incrível para escrever.
Recomendo totalmente Marcas Indeléveis.
Beijusss..

Ana Carolina de Oliveira.

Capa aberta



MODO Editora Tradicional

Autor:Ahtange Ferreira
Obra: MARCAS INDELÉVEIS

1 - Porque o(a) Sr.(a) escreveu esta obra?
Sou professora de Educação Infantil e ao longo dos anos fui percebendo os inúmeros problemas que as crianças apresentavam no espaço de sala de aula, vindo a descobrir, em praticamente todos os casos, que esses problemas eram de cunho emocional e familiar.

2 – Em que/quem foi inspirada esta obra?
Acompanhei e vivenciei muitos casos, participei de alguns na qualidade de ouvinte, em outros precisei intervir. São histórias de muitas mulheres, mães e adolescentes, e famílias desestruturadas.


3- Esta obra já foi revisada por um profissional? Em caso afirmativo, cite os dados do revisor (Nome, Profissão).
Não, pois ainda não tive recursos para tal, tudo foi feito por mim.

  4- Qual a área em que esta obra se encaixa? (p. ex.: psicologia, drama, ficção, matemática, física, auto-ajuda, poesia, ficção científica, fantasia medieval, fantasia urbana, realidade contemporânea, contos, crônicas, humor, eróticos, espionagem, suspense, policial, terror etc.)
Bom, acho que drama com uma boa dose de psicologia, pois retrata traumas de infância que contribuem bastante para os infortúnios da vida adulta.

5 - Qual o público que, em sua opinião, irá se interessar por esta obra? (p. ex.: faixa de idade, profissão, classe social, religião, etnia, gosto literário etc.) 
Pais e professores.

6- Quais são as mensagens que esta obra transmite ao leitor?
Principalmente alerta para os problemas causados ao indivíduo quando este não tem uma boa estrutura familiar. E como a violência física e psicológica afeta a auto-estima de uma mulher. Como as cicatrizes da alma podem ser destrutivas, inesquecíveis incuráveis...

7- Caso esta obra possua personagens, por favor, responda as seguintes perguntas:
Em que esta obra é baseada - em fatos reais, ficção ou ambos?
Em ambos
Em que local e época a trama se passa?
Por volta de 1988 (início) Começa em São José de Ribamar, uma parte em Fortaleza e termina em São Luis MA

Quantos personagens existem nesta obra? 
Tem muitos personagens. Como a história tem três momentos, ou seja, se passa em lugares distintos posso dizer que existem três núcleos de personagens. Os mais importantes são os de Fortaleza e de São Luis.

Descreva de forma sucinta a personalidade de cada personagem com nomes.
Esther: Inteligente, porém desestruturada emocionalmente por sempre sofrer com a falta do pai. Uma mulher em busca do amor sonhado, guerreira uma sobrevivente. Com oscilação de humor vai de um extremo ao outro com muita facilidade.
D. Helena, guerreira, carrancuda, radical, mas no fundo só queria criar os filhos com dignidade. Uma mulher sofrida e esquecida do amor.
Seu Antônio: Desinteressado, irresponsável, mulherengo e com pouca vocação para pai e marido. (pai de Esther)
D. Silvia doce, calma e amorosa. (Patroa com quem Esther foi morar em Fortaleza)
Mônica: Intrigante, maldosa, vingativa. (filha mais velha de D. Silvia)
Seu Jonas: Calado, violento, mulherengo. (marido de D. Silvia)
Evilásio: Doce, meigo, gentil, apaixonado. (amor de adolescência)
Pedro: Tranquilo, recatado, tímido. (amor de adolescência)
Edna: Doce, amiga, conciliadora (Amiga patroa e alguém muito especial para Esther)
Marcos: Inteligente, culto, maduro. (professor, amante e pai do filho de Esther Michael)
Vera: Esposa de Marcos (ambiciosa)
Fernando: Inteligente, mulherengo, irresponsável. (MARIDO)
Susana (irmã mais velha de Esther)
Lúcia: Doce, carinhosa, gentil e meiga (irmã de Esther)
Adrian: Doce, lindo, amoroso, gentil, apaixonado( o amor sonhado de Esther com quem ela fica no fim)

8 - Quais as ligações entre os personagens?
Em todos os núcleos trata-se de famílias.

9 - Quais são os temas/assuntos principais e coadjuvantes abordados na obra? (p. ex.: nascimento, morte, velhice, traição, ciúmes, amor, pedofilia, homossexualismo, religião, perdão, crueldade, machismo, feminismo, tolerância, inteligência etc.)
Morte, perda, amor, ciúmes, crueldade, traição, estrutura familiar.

10 - Qual o foco narrativo utilizado na obra? (p. ex.: Narrador-Observador, Narrador-Observador Onisciente, Narrador-Observador Câmera, Narrador-Personagem Protagonista, Narrador-Personagem Testemunha, Narrador Intruso e Neutro)
Narrador neutro

14 - – Em que esta obra se diferencia de outras obras de outros autores do mesmo gênero, estilo e assunto? O que esta obra traz de novo, diferente, revolucionário, inédito ou singular?
Eu já havia lido alguns dramas ao longo da minha vida, mas acho que nenhum com tanta intensidade. (Neiva Meriele)
Início de uma resenha.... Algumas pessoas que já leram apontam muito a questão da intensidade e como parece tão real.

15 – Diga as palavras que mais definem a sua obra.
Sofrimento, violência, perda, superação, limite, dor, amor, busca, superação.

16 – Insira um texto sucinto da obra que mais a caracteriza:
Marcas Indeléveis mostra como muitas mulheres vivem e são violentadas de diferentes formas e principalmente alerta para o estrago que causa a violência psicológica. E os danos às vezes irreversíveis que causam no indivíduo uma família desestruturada emocionalmente.


---- 

13/03/2012

Livro O voo da estirpe.

CATÁLOGO



MODO Editora




   
     ADRIANA VARGAS DE AGUIAR



Adriana Vargas de Aguiar passou a escrever contos infantis desde que aprendeu a ler. Recebeu incentivo dos pais à leitura e sua infância se deu entre enciclopédias infantis ilustradas enquanto as crianças brincavam no quintal.
Aos treze anos escreveu seu primeiro romance. Imaginava estórias que nunca havia vivido e passava sua imaginação para o papel. Esses escritos eram escondidos debaixo do colchão.
 No ano de 2000, entrou para a academia de Direito pela Universidade UCDB, uma das alunas mais aplicadas do curso. Apaixonada por leitura filosófica, as obras que mais lhe chamaram a atenção foram de Platão, Hanna Arend e Friedrich Nietzsche.
Com participação e menções honrosas em vários concursos literários, acredita neste caminho para a escalada dificultosa em um país o qual a leitura é um desafio.
Fundadora e coordenadora do movimento – Clube dos Novos Autores. Luta arduamente ao lado de 30 novos autores pelo espaço de seus livros nas estantes brasileiras.


Dados da obra: Esta obra foi escrita dedicada aos amantes da liberdade ou a quem ainda não a conhece e sonha em alcançar um voo. Não há uma dedicatória em especial, mas somente quem se compatibiliza com o amor, poderá se identificar com a obra.
A trama foi escrita em 2004, mas devido a vários percursos e obstáculos pelos quais, passaram a autora, ela apenas foi concluída no ano de 2011.
Tratá-se de um romance contemporâneo, dramático, ofegante, escrito através do método intuitivo e narrado em primeira pessoa, direcionado ao público jovem adulto e torna-se livre dentro do inconsciente de quem a lê.
Possui algumas nuances de aventura, suspense, intrigas, intimidades e a busca pelo amor na mais profunda acepção da palavra.
As orientações contidas no O voo da estirpe é a transformação do ser através da insatisfação com a solidão. Clarice se abre de um modo intenso, sem clichês e meias palavras, expondo aos leitores, o que ela faz quando ninguém vê; o que ela sente, quando ninguém consegue admitir nem para si mesmo.
 É um livro que fala da vida como é, do ser humano por dentro e por fora, da hipocrisia que cega e mente e do amor em sua extensa acepção.
A maior mensagem deste livro é a forma sagrada como o verdadeiro amor tem o dom de modificar, não somente tudo o que há por dentro, mas o mundo a seu redor.
É um livro de cunho romântico.
Uma apologia à realidade. O leitor se identificará a todo tempo com Clarice e voará com os sonhos desta personagem.
O aprendizado com a obra é a abstenção do preconceito e a entrega incondicional ao amor.

Características dos personagens: Clarice – protagonista da obra, uma mulher solitária que através do amor por um estranho, descobre a cura para a carência e solidão cultivada há anos.
Clarice é impulsiva, com o comportamento guiado entre o ser racional e sonhador. Ingênua e destemida, mostra ao leitor que é “dona de seu nariz”, ao fazer tudo e tão somente o que quer. Alguns a chamariam de ousada, outros de desvairada, o julgamento de cada um varia de acordo com visão que tem do mundo. Na verdade, Clarice é uma romântica não assumida, até que o amor lhe doma o cavalo selvagem que traz no peito.

Klaus – o homem misterioso dos sapatos de verniz e paletó marrom que persegue nossa protagonista em todos os lugares. Ele ensinou Clarice a amar, enquanto ela acreditava piamente que estava cuidando de Klaus, portador de uma doença terminal, era ele quem a cuidava, deixando muitas lições de vida frente à luta contra a doença. Inteligente, carismático, brincalhão e otimista, ele passará aos leitores, uma força interior desmedida. Guarda um segredo que será revelado a Clarice. Continuará ao lado dela, mesmo após a sua morte, em todos os lugares onde ela estive - a história dos dois não se acaba após a morte.

Estela – uma prostituta que surge no enredo com a missão de definir os sentimentos de Clarice por Klaus, sabendo-se que nossa protagonista, ao descobrir a doença de Klaus, rompe o relacionamento por medo de não saber lidar com a dor do luto e se o que sentia era algo capaz de vencer todos os obstáculos que ela poderia enfrentar, inclusive, o preconceito. Estela surge de modo intrigante, pondo todos, inclusive o leitor, em dúvidas, quanto ao seu papel na vida de Klaus.

O livro foi baseado em fatos retalhados da vida real. Os personagens foram inspirados em pessoas reais, dada à riqueza de comportamentos que foram observados durante um bom tempo antes de se iniciar a obra.

Resenhas da obra: 

Resenha 1:

O voo da Estirpe é um livro rico em detalhes e de reflexões da vida humana.

Um livro adulto, intenso e leve ao mesmo tempo. Confesso, que sorri, chorei, senti raiva, provei o sentimento de perda e também o renascimento. A história mexe com o interior do leitor e é impossível você não se envolver com todo o enredo, e querer entrar no livro e fazer algo para participar da estória.
Já na primeira página do livro, o leitor já entende a complexidade de sentimentos, que serão retratadas por todo o texto:

"O assassino se preparava para a minha rendição. Encurralada, e com duas alternativas a escolher, saltei do penhasco com o coração cheio de vida e medo".

Clarice tem 28 anos, uma mulher que vive e sofre com dramas internos. É uma personagem fascinante pela riqueza de sentimentos, e nesse enlace, aparece o homem misterioso, de sapatos pretos e paletó marrom. O nome dele é Klaus, um homem que ama, respira e vivencia a vida em toda a sua plenitude e além de ensinar essa leveza e liberdade para a Clarice, faz com que ela viva um sentimento, puro, feliz e contagiante.
"A felicidade jamais virá de outra pessoa, e sim, através do que tenho feito para contribuir com que isso aconteça".

Torci muito pelos dois personagens, fiquei cativada pela riqueza de sensações, e pelo antagonismo dos dois, ela totalmente racional, com uma fera emotiva; ele um ser iluminado, que apesar das adversidades, ajudava o próximo e conseguiu plantar a semente do amor, em uma mulher que se encontrava confusa e perdida.
Impossível não ser comovida com a beleza de O vôo da Estirpe. Para você sentir a fluência de sentimentos, este trecho demonstra bem o que eu senti ao ler esse livro:

"Uma parte de sua alma, está conectada a minha".
Não sei se consegui expressar fielmente todos os sentimentos que tive, com este livro. É um romance, com alusão psicológica, e mais do que isso, é um romance que faz você detalhar, sentir, participar, expressar e vivenciar o amor, de uma forma linda e única!

Agradeço imensamente a Adriana pela oportunidade em fazer a resenha desse livro tão especial, que conseguiu ultrapassar todas as minhas barreiras, e de forma sutil, alcançou uma leitora, fã e torcedora, para que ele seja publicado e conhecido por milhares de fãs, que precisam vivenciar e reaprender o que é o amor!

Fernanda Araújo - Caçadora de Livros ® Ingresse nessa aventura e encontre o seu tesouro! http://www.cacadoradelivros.com
Email: c.delivros@gmail.com

Resenha 2:
Narrado em primeira pessoa, O Voo da Estirpe é um livro muito mágico e arrebatador. Nele somos apresentados a Clarice, uma jovem mulher que escreve para um jornal local de sua cidade. Somos apresentados também a todas as confusões sentimentais e existenciais que a personagem sofre. Solitária como só ela, Clarice tenta vencer todos os seus conflitos, até que como um jogo do destino tudo ao seu redor se transforma. Ao perceber a constante e incomoda presença de um homem de paletó marrom em todos os lugares em que estava ela começa a notar que sua rotina e vida já não eram mais as mesmas. Isso tudo muda com um simples e explosivo encontro dos dois em um banheiro de um restaurante.

Nesse ponto da estória, o enigmático homem de paletó começa a aparecer e mudar todo o enredo do livro. Klaus é um jovem solitário que vê em Clarice a chance de aproveitar cada segundo de sua vida. Descontroladamente apaixonado, Klaus tenta de todas as formas se unir ao seu amor. A cada novo encontro, a cada beijo, a cada conversa jogada fora eles percebem que todo esse sentimento é algo mais forte que eles previam. Até então, o livro parece um romance como outro qualquer, mas o que o diferencia é que Klaus possui uma doença em estágio terminal.
Clarice mesmo com esse grande sentimento por Klaus ver-se em um mar de conflitos pessoais e em um oceano de dúvidas. Será que vale mesmo enfrentar tudo pelo amor? Ou será que fugir, dessa forma acabar não vivendo esse amor, é a melhor solução? Para Klaus, o amor dos dois é maior que qualquer outra coisa e pode ultrapassar tudo. O que ele quer é apenas ser feliz, mas a sua felicidade é Clarice e vice-versa. A única coisa que pode separá-los é o tempo, que nesse caso é o maior inimigo do casal.
[...] A sua loucura toda misturada com a minha, resultava uma química inexplicável.  Éramos dois loucos descobrindo que viver era algo fascinante. A vida hoje era uma aventura insólita.  Página 69.
O Voo da Estirpe é um livro encantador de todas as formas e vertentes. Com uma mistura de poesia, prosa, autoconhecimento e descobrimento, o livro é um exemplo de romance que deixa o leitor querendo mais e mais. Acho que o livro mostra de forma clara o quão simples e complexo o amor pode ser. Amar e ser amado é algo forte e esse lado é bem explorado no livro.
Adriana Vargas, a autora do livro, conduziu muito bem toda a narrativa. O desfecho foi de tirar o fôlego e muito cativante. Fazia tempo que eu não ria, chorava, suspirava, torcia e odiava alguns personagens -tudo isso no mesmo livro-  em uma leitura. Não sou o melhor especialista em romance, mas posso afirmar que o livro é emocionante e por isso entrou no meu Top 5 dos melhores livros em 2011.
Igor Gouveia
Blog Untitled
http://25conto.blogspot.com/

Frases da obra:

“Se tiver que chorar, será com lágrimas de verdade, não apenas no banheiro ou embaixo do cobertor, mas em qualquer lugar que caiba a minha dor.”

“Quando eu amar através das escolhas feitas pelo coração, talvez tenha tempo de sorrir...”

“A vigilância pública deveria me impedir de sair pela noite do jeito que me encontro: bêbada de sentimentos - saio à caça de emoções.”

“Desconsertada e embaraçada, peguei o botão de rosa vermelha e fiquei parada no meio da rua imaginando como poderia esse estranho estar em toda parte.”

“Não me prendo a estigmas pré-conceituados. Quero sentir o que não tem limites; quero viver o que não possui manual de instrução.”

“Segui em frente rumo ao banheiro. Entrei na ala masculina, sai à caça dos sapatos pretos de verniz que poderiam surgir a qualquer momento por debaixo de alguma porta... Lá estavam eles... Virados de frente para o vaso sanitário...”

“Estava prestes a cometer um crime de manchete nos jornais; estava preparada impetuosamente para fazê-lo de pronto. Encostei-me na porta e ela se abriu como se estivesse me esperando. Nada mudou, continuo a mesma que chora no tapete da sala e escuta country romântico, dançando com a taça de água tônica.”

“Fui arrastada para as partículas do estranho como uma tempestade espantando novamente o sol, nada mais existia... Nem o desejo de me apaixonar, pois, se sentir coisas que não se explicam, já é estar apaixonada, então foi isso o que aconteceu...”

“— Devo encarar a morte como um processo natural. Ajuda-me a fazê-lo?”

“—Seja feliz, nem que seja por um dia, saiba que morrer também vale à pena...”

Trechos do Livro:

O quarto estava sombrio.
A escuridão chegava a fazer sons em meu ouvido. Em poucos segundos fui tragada completamente para um lugar desconhecido. Demorei a identificar o que estaria acontecendo. Com dificuldades de respirar, algo me impedia de mexer o rosto e causava mal estar. Percebi-me sendo sufocada pelo travesseiro. Alguém entrou em meu quarto e tentava me matar.
Retorci o tórax e, com as mãos livres, debatia-me na cama quase desfalecendo, engolindo o próprio sangue que descia pela garganta. Por um ato de misericórdia, o meu assassino soltou o travesseiro. Tive medo de encarar o tirano e ser surpreendida por novas tentativas de tortura. Em um ímpeto de sobrevivência, levantei da cama e passei a correr; saindo pelas calçadas escuras. Escutava seus passos atrás de mim. A distância entre nós era curta, estava quase me alcançando. Tropecei algumas vezes, levantando-me pela vontade de conseguir escapar. Sem perceber o rumo tomado, fui parar em frente ao penhasco paradisíaco da cidade, logo atrás de mim, o assassino misterioso querendo me matar.
De longe um clarão, alguém havia escutado meu grito e veio me socorrer. Ao se aproximar, por mais que tentasse, algo o impedia como se estivesse subindo em uma escada rolante que corria para a descida. Olhei-o pela última vez, era um moço alto que usava um paletó marrom. Seus olhos transpareciam impotência. Ele gritava algo que eu não ouvia.


Lançamento:

O voo da Estipe, volume I está em processo de publicação pela  MODO Editora Tradicional, sito blog http://modoeditora.blogspot.com, e será lançado no mês de Abril na Odisseia Fantástica de Literatura em Porto Alegre.
Aguardem!

Sinopse do Voo da Estirpe II
O túnel do tempo

Até onde se chega em nome do amor?
Clarice acorda num hospital após um ano de coma profundo.
Todas as lembranças a atormenta, pois não sabe se são reais, ou decorrência da perda total de consciência durante o coma.
Ela procura pelos lugares e pessoas que acredita um dia ter feito parte de sua vida e não é reconhecida por ninguém, exceto por Enzo.
Um túnel do tempo e tantos outros mistérios e reencontros, trarão grandes revelações que não foram apresentados no O voo da Estirpe I e mudarão completamente a trajetória desta saga que continuará o amor de Clarice e Klaus muito mais envolvente em O Voo da Estirpe II, O túnel do tempo.





----

09/03/2012

Lançamentos : Editora Mor

Olá leitores!
Hoje trago para vocês os lançamentos do mês de março da Editora Mor. Confiram abaixo a capa e a sinopse das obras que estão por vir!



Autor: André C. S. dos Santos
Tipo: Livro
Assunto: Romance
Páginas: 186 pgs.
ROLD: L00401 | Ano: 2012 | R$:12,00

Sinopse: Agora se iniciará a verdadeira história de Wood Shellboltou... O verdadeiro inimigo será revelado, sua missão começará a tomar um rumo concreto. Obrigado a fugir contra sua vontade e alimentado por uma sede de vingança, Wood corre contra o tempo atrás de respostas sobre seu passado e sobre um estranho embrulho qual sua mãe lhe entrega antes da fuga. Ela o faz prometer abrí-lo apenas quando estiver seguro. 
Uma coisa é certa, alguém está mentindo, o que Wood não sabe, é que o inimigo está mais perto do que ele possa imaginar...


Autor: Aluísio de Azevedo
Tipo: Livro
Assunto: Romance
Páginas: 204 pgs.
ROLD: L00654 | Ano: 2012 | R$: 3,00

Sinopse: Aluísio Azevedo, naturalista, utiliza-se deste romance para representar a sordidez e os vícios humanos numa habitação coletiva, os tipos humanos e o dia-a-dia de um cortiço no final do século XIX, analisando os personagens com base na influência do meio e do momento histórico.


Esta re-edição da obra O Cortiço, faz parte da coleção de vestibular 2013 da Editora Mor.

----




Nova parceria : Autora Monique Lavra

Olá leitores!

Tenho uma ótima notícia para dividir com vocês! O blog conseguiu mais uma autora parceira!


Monique Lavra nasceu em São Gonçalo, onde passou maior parte de sua vida. Formou-se em Psicologia pela UFRJ, mas não exerce a profissão.
Desde criança sempre foi apaixonada por histórias de terror, e adorava assustar suas amigas com versões modificadas das lendas urbanas que conhecia. Atualmente, mora com o marido e seus dois gatos, Tell e Fred, em Maricá/RJ. Guardiões é o primeiro livro da série que promete arrebatar os leitores.


Sinopse: Já parou para pensar de onde surgiram certas lendas? Como são criadas algumas histórias? E que muitas vezes o que nos é apresentado como ficção, fruto da mente criativa de algum escritor, pode ter surgido de uma história verdadeira? Você acredita em vampiros? Alice não acreditava. Mas acabou descobrindo que o mundo não era como imaginava. E que mito e realidade se confundem em alguns momentos. Alguns segredos devem permanecer ocultos. Ela não sabia com o que estava se envolvendo. Só tinha uma certeza: precisava lutar. Ela jamais será a mesma depois dessa batalha. Suas convicções podem mudar depois de ler este livro.

Dados do Livro

Páginas: 376
Edição: 1ª
Preço: R$ 34,90
Formato: 14 X 21
Acabamento: brochura
ISBN: 978-85-7679-626-8
Categoria: Ficção; Literatura brasileira

Links:




----

Seja muito bem vinda Monique!


08/03/2012

Livro Aqueça meu coração.



Aqueça meu coração coração, Nanda Meireles.

Sinopse: Em “Aqueça Meu Coração” conhecemos Raquel, uma jovem estudante, e seus dilemas ao enfrentar o amor, a desconfiança e as mudanças inevitáveis preparadas pelo destino. Descobrindo que essas mudanças podem ser assustadoras ou excitantes, tristes ou cômicas e até mesmo a realização de sonhos ainda nem sonhados.
Porque o amor está onde menos esperamos... “Bem, algum dia isso ia ter que acontecer, não é? Alguém um dia despertaria em mim aquela emoção romântica que toda garota anseia. Fiquei aliviada por perceber-me capaz disso e tentei não pensar em quem era o causador da emoção. Só porque ele foi o primeiro, não significava que seria o único, certo? Certo?”

Sobre a obra: “Aqueça Meu Coração” é um romance jovem, narrado por uma personagem intensa que tenta olhar as dificuldades sempre por um ângulo positivo. Ela precisa enfrentar uma grande mudança em sua vida, mas é aos poucos que percebe a amplitude dessas consequências. A imprevisibilidade é um fato inevitável no dia a dia e nossa reação mediante as situações é que moldarão nosso futuro.
A história começa com a apresentação das dificuldades da personagem principal ao viver num bairro pobre em sua cidade. Sua mãe engravidou muito cedo e o pai sumiu no mundo. O amor de um desconhecido que a tomou nos braços e criou com alegria. As difíceis decisões para apoiar quem precisa de nós. A influência de uma mente perturbada pela esquizofrenia na vida das pessoas a sua volta. O sabor do perdão e do recomeço.

Biografia: Meu nome é Fernanda Meireles, tenho 26 anos e sou carioca. Nasci na cidade de Nilópolis e atualmente resido em Nova Iguaçu, ambas localizadas na Baixada Fluminense do Rio de Janeiro. Sempre fui apaixonada pela leitura e tinha em meu coração o desejo de escrever minha própria história, mas foi só no ano de 2009 que abracei realmente esse sonho. Hoje tenho os romances “Um Sonho a Mais”, “Pra Vida Toda” e “Vida Após o Amor” publicados. Convido a todos a conhecer mais sobre meu trabalho no site www.fernandameireles.com

Palavras da autora: Desejar escrever um livro fazê-lo realmente e publicá-lo são coisas completamente diferentes. O que acredito ter marcado essa minha caminhada literária foi entender, na pele, essas diferenças. Acreditar num sonho, dar a cara à tapa fazendo algo totalmente novo, correr atrás de oportunidades, ver algumas portas serem fechadas diante dos seus olhos, enquanto outras se abrem de forma inesperada. Entender que tudo tem seu tempo e dar valor ao que realmente importa.
Tenho o hábito de tentar sempre ler autores diferentes. Durante essa aventura fiquei encantada com Teresa Medeiros, Adriana Brazil, Davidson Silva, Neiva Meriele, Kresley Cole, Meg Cabot, Sarah MacLean e muitos outros...
Eu aprendi que tudo na vida é mediado por uma escolha, seja ela acertada ou não. Deixo a sugestão para que conheçam mais os novos autores nacionais. Arrisquem, não posso garantir que todas as escolhas serão boas, mas algumas com certeza valerão à pena.

----

07/03/2012

Programação de lançamentos: Modo Editora

Olá leitores!

Hoje venho trazer a programação de lançamentos da nossa querida parceira, Modo Editora. Confiram abaixo o que estar por vir até Junho.



PROGRAMAÇÃO DOS LANÇAMENTOS

««««««««««
LANÇAMENTOS DE ABRIL:
·        O OITAVO PECADO – Adriana Vargas
·        A ÚLTIMA DAMA DE FOGO – Marcelo Pachoalin
·        REGÊNCIA DE OSSOS - Marcelo Pachoalin
·        MARINA E OS TESOUROS DA TRIBO DE DANA – Simone O. Marques
·        AGRIDOCE – Simone O. Marques
·        ALMAKIA – Lhaisa Andria
·        A ORIGEM DE ESPLENDORA – Tatiana Mareto
·        DEVOY, Kassan – Paula Vendramini
·        A PRINCESA COM OLHOS DE GATO – Gislene Vieira de Lima
·        CARMELA E LORENZO – Rubens Conedera
·        OS FILHOS DO TEMPO – Chaiene Barboza


««««««««««
LANÇAMENTOS DE MAIO:

·        APANHANDO AMORAS – Valdir O. Ferreira
·        ALGORTIMOS SAGRADOS – Marcelo Pontes
·        O REINO DE MIRA – Mateus Lins
·        O PRÍNCIPE DA PAZ – Yury N. Lima
·        ANGELLORE – Gabrielle V. Ruas
·        FELIPE CATERLUCI E O LIVRO DOS DESEJOS – Tiago C. Luciano
·        CARTAS DE AMOR – Dirceu W. Ramos
·        O ANIVERSÁRIO – Alex Aleluia França
·        A PROFECIA DE HEDHEN – Ana Cristina Aguiar
·        DEPOIS DO PRIMEIRO BEIJO – Ana Carla Santos
·        MARCAS INDELÉVEIS – Ahtange Ferreira
·        ANTES TARDE QUE MAIS TARDE – Liana Cupini

««««««««««
LANÇAMENTOS DE JUNHO:

·        O  VOO DA ESTIRPE – Adriana Vargas de Aguiar
·        DIGNOS DE AMOR – Neiva Meriele
·        DESPERTAR – Hellen Pimentel
·        AQUEÇA MEU CORAÇÃO – Nanda Meireles
·        SUA ÚLTIMA FLOR – Uole  da Silva
·        A PRINCESA DE GELO – Thayane Gaspar
·        DEIXE-ME LEMBRAR DE VOCÊ – Lucas Borges
·        MANNEQUIN – Marcelo Lima
·        ADQS – Fabiana Cardoso
·        SOL EM MINHA NOITE – Difran Melo
·        BEIJOS E BATOM – Marianna  M. Sgambato
·        ANTES DE VOCÊ CHEGAR – Renata Müller

----

05/03/2012

Livro Agridoce


Agridoce, Simone O. Marques

Sinopse:
 Anya é uma garota comum, estuda gastronomia e mora em Florianópolis. Certa noite, ao passear pela praia ela sente um aroma que a atrai terrivelmente, uma mistura de fragrâncias que mexe com todos os seus sentidos. Na noite seguinte ela se vê perseguida pelo mesmo aroma e descobre que ele vem do corpo de um belo banhista que sai do mar. Cedendo ao impulso, ela vai até ele. Surpreendendo-o, ela o lambe e encosta o nariz em sua pele. Atormentada pelo aroma, ela precisa experimentar... Anya então descobre o prazer de degustar o sangue doce, que a fazia pensar em frutas flambadas, temperadas com o sal da água... O sabor agridoce que a desperta para uma necessidade vital que fará parte de sua vida.

Sobre a obra:
A primeira edição é de 2009 e agora ganha capa nova e uma edição caprichada. Agridoce conta a história de Anya, uma jovem estudante de gastronomia que vive em Florianópolis e que descobre ser portadora de um mal do sangue. Na verdade, ela precisa se alimentar do sangue de outras pessoas para sobreviver. Em meio à terrível descoberta de sua nova condição, Anya descobre que outras duas pessoas despertaram com ela e que passarão, de uma forma ou de outra, a fazer parte indissociável de sua vida ou de sua morte. Uma dessas pessoas é seu Escravo de sangue, um estranho que terá muito prazer em doar o sangue de que ela necessita e a outra é seu Antagonista, alguém que terá como objetivo de vida caçá-la e matá-la. A história gira em torna desse triângulo e de tudo o que o envolve. Anya terá muito o que aprender além de compreender sua nova vida.  É uma história de vampiros com ingredientes muito saborosos, com certeza.
Agridoce já tem uma continuação e se chama Cítrico.
Agridoce não é apenas mais um livro de vampiros, é uma obra repleta de aromas, sabores e sensualidade, que transcorre em ritmo viciante e irresistível, mantendo os leitores presos até a última página.
Os personagens fazem parte de uma trama que envolve: Portadores de uma necessidade especial (Vampiros) que despertam para a condição determinada por uma predisposição genética (a necessidade de sangue), Escravos (doadores), pessoas que despertam fisicamente dependentes dos Portadores, doar o sangue é uma condição vital para eles, e Antagonistas (caçadores) que, assim como os outros dois elementos da trama, despertam, mas para a necessidade de eliminar o Portador, mesmo que não tenham consciência disso.
São elementos de um triângulo dependente de sangue e a história do que são capazes de fazer por ele.
É uma incursão pelo mundo dos vampiros que respeita o mito, mas que foge de clichês. Tudo isso temperado com muito suspense, ação e terror.

Biografia:
Simone O. Marques, nascida em 1969, é paulistana, formada em Pedagogia (PUC-SP) e Mestre em Educação (UFPR). Escreve desde 2007. Autora dos livros que compõem a Saga Paganus (Paganus, Triskle, Tribo de Dana e Era de Aquário). Também é autora das série de aventura fantástica: Crônicas do Reino do Portal e Marina e os tesouros da Tribo de Dana. Possui contos publicados nas antologias: Draculea, Grimoire dos Vampiros, Elas Escrevem, Marcas na Parede, No mundo dos Cavaleiros e Dragões, Tratado Secreto da Magia, Extraneus-volume I- Medieval Sci-Fi (convidada); Histórias Fantásticas-volume I (prefaciadora e autora convidada), Asgard: a saga dos nove reinos(convidada); Espectra (prefaciadora e autora convidada); Martelo das Bruxas (prefaciadora); A Batalha dos Deuses (convidada)

Palavras da autora:
 Eu jamais imaginava escrever ficção e amar tanto fazê-lo. Sempre gostei de escrever, mas antes eram textos acadêmicos, historietas para as aulas de didática que lecionei durante anos. Só comecei a escrever em 2007 e, por mais clichê que possa parecer, o ímpeto inicial surgiu logo depois de um sonho. Eu resolvi escrever o que me lembrava, isso me levou a pesquisas e a história foi crescendo como uma árvore bem adubada. No final desse processo, no prazo de oito meses, havia quatro livros escritos, mais dois começados e alguns contos.
O que me marcou mesmo e me deu o ânimo necessário para seguir em frente foi quando, em 2008, criei o livro Gênese Pagã para divulgar o livro Triskle (meu primeiro livro escrito e que estava com uma editora que iria publicá-lo) e o publiquei no meu blog. Duas vezes por semana eu postava capítulos e foi então que os leitores começaram a aparecer e a elogiar muito a história, os personagens, a trama e se mostravam ávidos para conhecer a continuação. Criei um vínculo com os leitores que foi algo fantástico e a história ganhou uma força que eu não imaginava. Os leitores pediram que eu publicasse o livro em papel e até hoje é meu maior sucesso. O livro ganhou uma nova publicação recentemente e ganhou também um novo nome: Paganus.
Para mim, no Brasil, o mercado literário tem muito o que aprender com o mercado internacional e não temer investir em novos talentos. O que vemos muitas vezes, infelizmente, é editora disputando leilão de obras internacionais consideradas coringas e que ao mesmo tempo se negando em investir em autores nacionais. Fiquei gratamente surpresa quando descobri a editora Modo e sua proposta. Acredito que seja um ótimo caminho para começar e que deveria ser adotado por muitas outras editoras que estão se lançando no mercado.
Quero primeiro agradecer por me darem a oportunidade de contar algumas histórias. Depois, espero sinceramente que gostem do que vão ler e que se aventurem à leitura. Experimentem, saboreiem e depois me contem o que acharam, pois, como disse antes, é muito importante para mim esse contato com leitores.
Podem me visitar no meu blog e deixar opiniões por lá também: http://simoneomarques.blogspot.com
Beijos para todos! =)




Livro Os filhos do tempo.

A Modo Editora está com mais um lançamento, confiram abaixo!


OS FILHOS DO TEMPO

Autor: Chaiene Barboza
Editora: MODO Editora Tradicional
Gênero: Ficção científica

Sinopse: Esta é a estória de um estudante chamado Nicolas, que adorava olhar as estrelas e pensar na grandiosidade do universo. Ele é perseguido por seres de outro mundo que querem levá-lo do planeta Terra. O rapaz conhece uma linda mulher que veio de um lugar muito distante para revelar segredos que mudariam sua maneira de ver o mundo. Uma descoberta fantástica o remeterá a conhecer quem serão os "Filhos do Tempo". Uma trama intrigante que nos fará ver o mundo por um outro prisma. Segredos, paixão intensa, aventura e grandes revelações mudarão para sempre a vida, não apenas de Nicolas, mas de todos que viajarem com ele nesta odisseia. Quem ousa a tanto?

Descrição dos pesonagens:

Nicolas - jovem aventureiro, responsável, inteligente, apaixonado.
Zara - inteligente, apaixonada, determinada.
Sivoc - sagaz, lider.
Merko - determinado, poderoso, forte, sabio.
Lorena - bonita, meiga, carinhosa, boa mãe.
Tibor - guerreiro, forte.
Rei Zador - sabio, lider. 

Palavras que definem a obra:
Inovação, ideologia cientifica e ambiental, pensar no Universo e romance com aventura. 

Sobre a obra:
Um  romance com ficção científica. Procura mostrar as consequências da degradação do meio ambiente e como isto influenciará a busca por novos lugares para o homem viver. Fala sobre a evolução humana: Como será o homem do futuro? Como será o corpo e face e o porquê? Para temperar mais a história, nada melhor que um romance entre um jovem terráqueo e uma mulher humana do futuro. Como e para que ela voltou ao passado e como se apaixonaram? O rapaz enfrentará inimigos perigosos e aprenderá a usar poderes que desconhecia. Quem serão os Filhos do Tempo?

Zara vai à Terra em missão e conhece Nicolas, por quem se apaixona. Ela precisa dele para realizar uma  missão de salvamento de sua princesa doente Isadora, sob as ordens do Conselheiro Kenan, fiel ao Rei Zador. O Conselheiro Mirov quer sabotar a missão de Zara e sua equipe da nave Science II e realizar a missão com sua equipe comandada por Merko, um militar que sempre alcança seus objetivos. Assim ele conquistara a confiança do Rei para em seguida matá-lo, sabotar a cura da princesa e assumir o poder do reino do planeta Vida, onde no futuro, os seres humanos evoluídos viverão. Lorena, mãe de Nicolas, aguarda ansiosamente a volta do filho, enquanto cuida da filha Sofia e tenta refazer sua vida, apos a morte do seu marido, o major John da Força Aérea Americana, morto por Merko, em uma de suas missões no passado terrestre ao atravessar o buraco de minhoca na dobra espaço-temporal. Nesta missão, Merko perdeu seu amigo Silion. Nicolas mostra a Zara as belezas do planeta Terra e ela que lida com seus problemas psicológicos ensina a ele como os humanos do futuro se desenvolveram e aprenderam a lidar com suas vidas, meio-ambiente e neuroses, alem de falar sobre as estrelas e o universo.

Sobre o autor:
Começou a me interessar por literatura desde criança, pois teve ótimos professores de português que sempre escolhiam bons livros para a leitura mensal. Em seguida pediam que elaborasse um texto tipo reescritura, que estimulava o aprendizado. Começou a escrever o livro Os Filhos do Tempo, depois de muitas conversas que aconteciam entre amigos e familiares nos fins de semana, onde expunham as ideias. Assim, a vontade de escrever e expor suas ideias fez com  adentrasse no mundo literário.
Escreve hoje, um livro sobre a vida de um médico, que é transformada por um crime de uma pessoa que ele amava muito. É um romance com suspense.

Recado do autor ao leitor:
Agradeço muito a oportunidade de mostrar o meu trabalho e gostaria que todos lessem o meu livro. Meu email para contato: chaiene13bsx@yahoo.com.br. Meu blog: www.vivendolivroseideias.blogspot.com . Gostaria muito de saber suas opiniões a respeito de meu livro. Muito obrigado.

Como iniciou a sua carreira com a Literatura?

Comecei a me interessar por literatura desde criança, pois tive ótimos professores de português que sempre escolhiam bons livros para nossa leitura mensal. Em seguida pediam que elaborássemos um texto tipo reescritura, que estimulava nosso aprendizado. Comecei a escrever o livro Os Filhos do Tempo, depois de muitas conversas que aconteciam entre amigos e familiares nos fins de semana, onde expúnhamos nossas ideias. Assim, a vontade de escrever e expor minhas ideias fez com eu adentrasse no mundo literário.

Existiu a influência de alguma personalidade artística em sua escrita, ou se fez por si? 

Gostei muito de ler “Iracema” de José de Alencar, “Memórias Póstumas de Brás       Cubas” de Machado de Assis e “Éramos Seis” de Maria José Duprè. Eu penso que o modo como escrevemos é fruto de toda uma vida, dos livros que lemos, autores que admiramos e a própria educação que ganhamos de nossos pais e professores, que na verdade são as pessoas mais importantes de nossa vidas.        

Existiu algum fato envolto na área literária que marcou sua carreira? Conte sua experiência.

Quando fazia algum comentário sobre minhas ideias nos cursos que fazia, sempre os outros alunos e professores pediam que eu fosse a frente do quadro para explicar o assunto e a maior parte gostava do que ouvia. Isto me estimulou muito a escrever.

Qual o tema que você gostaria de escrever e ainda não ousou?

Eu estou escrevendo um livro sobre a vida de um médico, que é transformada por um crime de uma pessoa que ele amava muito. É um romance com suspense.

Quem são seus grandes ídolos escritores?

Fiódor Dostoiévsky e Machado de Assis, além de muitos outros.

Como é seu relacionamento com suas personagens?
Eu procuro manter o desenvolvimento focado no assunto principal, mas eu gosto muito de colocar os personagens passando por situações cotidianas. Acho que isto deixa a narrativa mais interessante.

Como é seu relacionamento como autor, com o mundo longe da escrivaninha?

Gosto muito de trabalhar e curtir minha família. Aprecio novos conhecimentos e tento relaxar para quebrar um pouco a rotina do trabalho. A literatura me ajudar a relaxar e aprender ao mesmo tempo.

Qual a linha literária que hoje escreve e como se relaciona com essa linha?

Comecei escrevendo sobre ficção científica juvenil, mas acredito que o assunto vai atingir um público bem eclético. Gosto muito de livros e filmes sobre aventuras e ficção. Estimula a mente a viajar nas ideias.

De onde, em sua opinião, vem o maior apoio e incentivo aos autores nacionais?

Acredito que as Editoras estão começando a acreditar mais na literatura nacional. Todos unidos, editoras, autores e governo, que deve ser o grande fomentador da cultura, devemos caminhar juntos para colocar o Brasil onde merece estar no mundo globalizado: uma nação desenvolvida, com muito investimento em educação e grandes ideias.



Como é seu relacionamento com seu público leitor?

Estou muito interessado em saber o que as pessoas vão pensar sobre o que escrevo. Acredito que esta interatividade é o grande benefício que podemos adquirir juntos.

Sob seu ponto de vista, o que atrai mais o leitor para a leitura de um livro?

A curiosidade, ideias inovadoras e a interpretação dos sentimentos humanos, pois quando estes nos tocam, a mente fica mais interessada.

De onde vem sua inspiração? Tem algum costume ou ritual antes iniciar a escrita de um novo livro?

Quando estou relaxado, as ideias aparecem. Ler e escrever fazem bem a alma humana.