04/03/2014

Resenha :: Dias Melhores Virão

Olá, queridos! Tudo bem?

Estou meio atrasada com as resenhas aqui no blog e peço desculpas por isso, mas foi por um motivo maior! O novo layout do blog está finalmente ganhando forma! Creio que até o final do mês ele já seja instalado image Parando de enrolar e indo ao que interessa, hoje temos resenha do livro Dias Melhores Virão, uma cortesia da nossa parceira Novo Conceito.


Dias Melhores VirãoLivro: Dias Melhores Virão
Autora: Jennifer Weiner
Editora: Novo Conceito
Páginas: 400
Nota:
Sinopse: A vida de quatro mulheres muito diferentes se entrelaçam de formas inesperadas neste novo romance da autora best-seller Jennifer Weiner. Cada mulher tem um problema: Jules Widgren, formanda de Princeton precisa de dinheiro para ajudar o pai dela a curar seu vício; A dona de casa Annie Barrow está desesperada para ficar financeiramente estável; India Bishop anseia por ter um filho, um desejo que sua enteada Bettina só pode considerar com profundo ceticismo até ela se encontrar em uma situação inesperada. Dramas interligados, concebidos para enredar o leitor e construir um best-seller.


Resenha


Dias Melhores Virão conta a história de Ruth Saunders. Quando ainda era pequena, ela sofreu um acidente de carro que acabou a deixando órfã. Sua dor não foi só emocional, mas física também. O acidente resultou em várias cicatrizes pelo corpo, principalmente no rosto, que ficou todo deformado.

Sem mais para ter aonde ir, Ruth foi morar com a sua avó Nana. A vida das duas se resumia a ver séries de TV e ficar no hospital por conta das cirurgias de reparação.

Ruth cresceu, terminou a faculdade e inspirada pelas séries que viu quando era pequena, começou a escrever um roteiro baseado em sua vida. Depois de ter mandado-lo para um canal de TV, sua história foi aceita e ela viajou para mostrar ao mundo sua vida. Infelizmente as coisas não saíram como ela havia planejado e grandes mudanças aconteceram em sua vida.

O livro, infelizmente, não foi tão bom quanto eu espera. Boa parte da trama se dá por Ruth lamentando por tudo o que passou, forçando um papel de vítima (em certas partes eu quis entrar no livro só para bater nela, de tanto que fiquei com raiva!). A autora apelou e enrolou demais na hora de descrever as memórias, embora a situação seja comovente, achei que ela foi muito dramática.

Não posso dizer que o livro foi 100% ruim, em algumas partes a história me emocionou a ponto de eu derrubar algumas lágrimas. Pode-se dizer que a autora apenas não soube desenvolver a história. Talvez se tivesse cortado algumas coisas e adicionado outras, o livro seria totalmente cativante.

A narração da autora, apesar de tudo, é boa. Acho que foi um dos fatores que me levaram a ler o livro até o final. O fato de ser em primeira pessoa também ajudou (embora tenha atrapalhado mais) a me emocionar mais com a história.

A editora fez um ótimo trabalho com o livro. A diagramação é simples, mas elegante. As páginas são amarelas, com boa margem e letras grandes. A capa ficou muito bonita também.

Resumindo: Não foi um livro que tenha me agradado muito, mas também não foi uma enorme decepção. Acho que cada um devia ler e tirar suas próprias conclusões sobre a história.

Quotes


Acharia uma maneira de fazer ouvir minha voz, cruel e observadora, mas cheia de humor, para cavar um lugar no mundo.

Éramos apenas nós duas: minha avó, que era o sol, claro e escaldante, e eu, o pequeno planeta em órbita. 

8 comentários

  1. Não vou ler esse livro, pois só vejo resenhas dizendo que ele não é tão bom!
    Livros melhores virão!
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Rizia! Realmente, livros melhores virão!

      Beijinhos

      Excluir
  2. Oie Beatriz!
    Não tenho interesse em ler este livro, que pena que a estória nõa fluiu pra vc, porém concordo com vc a NC sempre caprichando na diagramação dos livros! ;) Beijokas ;)

    www.paraisoempapel.com

    ResponderExcluir
  3. Não tenho muita curiosidade em ler esse livro, acho que não vou gostar.

    Beijos, Paradoxo Perfeito

    ResponderExcluir
  4. Bia, fiquei empolgadíssima com a sinopse desse livro no começo, mas acho que não vou nem querer arriscar a leitura. Odeio ler muitas lamentações! Simplesmente ODEIO hahah Não tenho paciência.

    Beijo
    Mariana | Sem Querer me Intrometer

    ResponderExcluir
  5. Que pena! Mas acontece, né? Eu tinha gostado da sinopse :/
    Bjs.
    http://www.doceilusao.com/

    ResponderExcluir
  6. Ainda não tenho esse book.
    Bjs http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá!

    Eu to sem vontade nenhuma de ler este livro, a sinopse não me atrai..Você ainda queria ler e não gostou, imagina eu que já não to afim rs.

    Bom fds!
    Beijos

    Ensaios de uma Leitura

    ResponderExcluir